11 dezembro, quarta-feira, 2019

Buscar

Language Switcher

Antecedentes

Em 1986, teve lugar, em Madrid, o primeiro encontro de Psicologia Ambiental em Espanha. Esta reunião teve a participação de várias centenas de psicólogos e outros investigadores curiosos por esta área de estudo, tanto Espanhóis como Portugueses. Esse momento pode ser considerado como o ponto de partida do que, uns anos depois, será a PSICAMB. No entanto, este início tem precedentes e, certamente, um deles foi a sétima Conferência IAPS em Barcelona, em 1982, onde os poucos psicólogos ambientais existentes na altura tiveram contato com os investigadores internacionais preocupados com as múltiplas interações pessoa-ambiente.

Ao longo deste período foram realizados 15 congressos bianuais, primeiro no âmbito espanhol e posteriormente no âmbito hispano-português, em universidades que abrangem a psicologia ambiental. Entre congressos realizaram-se workshops onde foram debatidas as diferentes linhas de investigação em desenvolvimento, e simultaneamente foram ganhando coesão os grupos que trabalham em psicologia ambiental. Assim nasceu, em 2000, a revista "Medio Ambiente y Comportamiento Humano". O seu crescimento foi atingindo níveis cada vez maiores até se tornar no que é hoje: uma revista internacional bilíngue, Espanhol - Inglês, com o nome de "Psyecology".

Com o tempo, este grupo informal, mas fortemente coeso, cresceu ao ponto de gerar a necessidade de criar uma associação que canalizasse os seus interesses em matéria de investigação e docência em psicologia ambiental. Assim, em 2008, nasceu a PSICAMB cujos objetivos são incentivar o desenvolvimento da psicologia ambiental nas áreas académica e de investigação, assim como transferir o conhecimento desta disciplina para a sociedade.

XIV congreso psicamb pt

logo congreso Tenerife pt